Quem somos

A EVA Cartonera é uma editora não convencional, que se dedica à publicação de livros artesanais, seguindo a filosofia cartonera de edição ao utilizarmos capas de cartão reciclado, recortes de revistas e outros materiais reaproveitados para a manufactura de cada livrinho, não tendo estrutura organizativa formal, nem fins comerciais, antes visando a promoção da leitura e a facilitação do acesso ao livro.

É em alinhamento com os princípios cartoneros que nasce, em Setembro de 2019, a EVA Cartonera, assim baptizada por ter como parceira a ADAO – Associação de Desenvolvimento de Artes e Ofícios – Barreiro, Portugal.

Sede da ADAO – Associação de Desenvolvimento de Artes e Ofícios, parceira da EVA Cartonera

Os livros são produzidos manualmente em “oficinas cartoneras”, abertas à participação das comunidades e gratuitas. Cada participante produz, pelo menos, um exemplar para a Editora e outro exemplar para si mesmo. Em cada oficina, os participantes dactilografam o miolo do livro, pintam e costuram as capas, podendo ainda ilustrar os textos.

Ainda em consonância com a alma cartonera, não nos movem fins comerciais, nem utilitários, visando apenas “promover o jogo criativo para tentar democratizar a palavra escrita e as práticas da leitura, de convidar à brincadeira” (Gaudério, 2016).

O movimento cartonero surgiu em 2003, no contexto da crise económica da Argentina, tendo-se rapidamente expandido por toda a América Latina e chegado muito recentemente à Europa.

As editoras cartoneras caracterizam-se não só pelos métodos de produção artesanal de livros, mas também pela independência face ao circuito económico editorial tradicional, pelo tipo de livros que publicam, por uma “estética do (in)desejável” (Lima, 2009) que as torna verdadeiros instrumentos de resistência e pela vontade de tornar a literatura mais acessível à população.

REFERÊNCIAS

GAUDÉRIO, Gaudêncio (2016) – Vento Norte Cartonero: dois anos reinventando a palavra com papelão, tinta e um pouco de imaginação. Disponível em: https://www.facebook.com/notes/vento-norte-cartonero/vento-norte-cartonero-dois-anos-reinventando-a-palavra-com-papel%C3%A3o-tintas-e-um-p/1319897358061664/

LIMA, Andrea Terra (2009) – A estética do (in)desejável. Porto Alegre: UFRGS. Disponível em: https://lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/21494/000737338.pdf?sequence=1&isAllowed=y


Create your website at WordPress.com
Get started
%d bloggers like this: